Dia Nacional da Música Clássica – 05 de Março

Dia Nacional da Música Clássica – 05 de Março

 Música Clássica: Detox da alma

Mozart, Choppin, Ravel, Strauss, Vivaldi, Handel, Bach, Beethoven, ai meu Deus…

São tantos que poderia eu passar algumas páginas escrevendo nomes de compositores eruditos que marcaram nossa história.

Seus deleites sonoros em que as vezes só escutamos em momentos solenes como num casamento, ao debutar aos quinze anos ou formatura são de fato, revigorantes.

Mas, fato é, que as conhecidas músicas clássicas são um aglomerado de emoções que explodem em forma de ondas sonoras e equilibra a nossa alma.

A clareza na linguagem musical, os padrões de execução das obras, os elementos melódicos e sobretudo a inspiração do Divino retratadas no conjunto de secções é de fato enobrecedor.

Na correria de cada dia, quem se permite ouvir no caminho do trabalho, no momento do banho, ao despertar ou deitar-se  vai acoplar a sua jornada uma leveza diferenciada.

Essa prática rejuvenescedora é elementar para nutrição da alma e dos sentimentos nobres.

Quem não se alegra no Ato da Primavera  ao escutar  “As Quatro Estações” do italiano Antônio Vivaldi e sente o crucial pesar no famigerado ato do Inverno?

Já experimentou ouvir os quatorze minutos e quarenta e nove segundos de execução “Bolero” de Ravel e ficar completamente extasiado? Essa experiência associada do por do sol é única.

Ah! O que dizer da “Cantata 147″ de Bach, onde o teletransporte para a paz interior é efémero.

Dia 05 de março é a data Nacional que comemoramos a benção deste tipo de som, devido a um compositor carioca, o Heitor Villa Lobos.

Mas que, “O Trenzinho do Caipira”, “A Prole do Bebê”, “Bachianas Brasileiras” e tantas outras obras  primas, este maestro da vida, conterrâneo brasileiro de ouro, nos deixou uma completa desintoxicação da alma.

A música clássica nos transporta, emociona, enche nossas vidas  de graciosas nuances e grandeza.

Seja uma metamorfose ambulante, se permita a apreciar o “Danúbio Azul” de Strauss e se sentir leve como um bailarino pelo salão da vida.

Fica a Dica!!

Escrito por: Jaqueline Pereira Santos

Deixe uma resposta